quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Gráficos e estatísticas do consumo mundial de água


Gráficos de consumo no mundo.
 


Como podemos ver no gráfico ao lado o consumo de água é dividido entre Agricultura, Industrial e Doméstico. Podemos ver claramente um grande contraste entre a Índia que gasta a maior parte de sua água com a agricultura, e sua menor parte é gasta com as Indústrias. Um grande contraste com a Índia é a Rússia, que gasta sua água com a Indústria, e em menor parte a Agricultura.
  
Como podemos ver no gráfico ao lado sobre consumo mundial no ano de 2010 os EUA foi o país que mais consumiu água, seguido pela Espanha e Portugal.
 Distribuição geográfica da água.
 Embora três quartas partes da superfície da Terra sejam compostas de água, a maior parte não está disponível para consumo humano pois 97% são água salgada, encontrada nos oceanos e mares e 2% formam geleiras inacessíveis.
 Apenas 1% de toda a água é doce pode ser utilizada para consumo do homem e animais. E deste total 97% estão armazenados em fontes subterrâneas.
 As águas doces superficiais - lagos, rios e barragens - utilizadas para tratamento e distribuição nos sistemas de tratamento vêm sofrendo os efeitos da degradação ambiental que atinge cada vez mais intensamente os recursos hídricos em todo o mundo. A poluição destes mananciais vem tornando cada dia mais difícil e caro o tratamento de água pela CORSAN.
 Todos os países do mundo enfrentam problemas relacionados à escassez e má distribuição de água. Em 2025, cerca de 3 bilhões de pessoas viverão em países com conflito por falta de água. Apenas 1% da água da Terra pode ser utilizada para o uso e consumo humano. Desde 1950 o uso da água triplicou no mundo. A água potável salva mais vidas que todas as instituições médicas do munso.
 A África tem apenas 9% da água no mundo. A América Latina é a região mais rica em recursos hídricos. Pelas bacias do Amazonas, Orinoco, São Francisco, Paraná, Paraguai e Magdalena corre 30% da água supercial da Terra.
 A América Do Norte registra a maior cobertura de abastecimento e saneamento de água no mundo. TODA a população conta com água potável e saneamento. Cerca de 49% da água doce dos E.U.A é usada para a gricultura. Esse país é o segundo maior produtor de hidroeletrecidade do mundo com 10% a 12% da produção mundial.
 Cerca de 5% da população mundial vive no Oriente Médio e o norte da África, mas contam com menos de 1% da água disponível no planeta. Cerca de 86% da água consumida na região Ásia-PAcífico à agricultura, acima da média mundial de 71% para essa atividade. Outros 8% são para a indústria e apenas 6% para uso doméstico.
 Na Europa são consumidos 300 litros por habitante diariamente, duas vezes menos que nos EUA e Japão, mas 20 vezes mais que na África subsahariana. Existe um problema no sistema de distribuição, pois 40% da água transportada se perde. A costa mediterrânea na Itália, Espanha e Turquia é afetada pela extração excessiva de água para consumo humano, para o turismo e drenagem. Cerca de 18% da população vive em países com escassez de água, entre eles Espanha, Chipre, Malta e Itália.

Consumo de água no Brasil.

O Brasil tem o maior potencial hídrico do mundo, o que faz de nós privilegiados. Porém muitos não tinham ideia disso. Mesmo com o maior potencial hídrico do mundo temos que economizar a água, é um dever de todo cidadão o fazer. A seguir veremos alguns gráficos que mostram o consumo de água diário no Brasil.
 O primeiro é de Cachoeiro do Itapemirim no Espírito Santo

O próximo gráfico mostra sobre o consumo diário numa residência no Brasil. 




 Disponibilidade de água por habitante/Região (1000 m)
Região
1950
1960
1970
1980
2000
África
20,6
16,5
12,7
9,4
5,1
Ásia
9,6
7,9
6,1
5,1
3,3
América Latina
105,0
80,2
61,7
48,8
28,3
Europa
5,9
5,4
4,9
4,4
4,1
América do Norte
37,2
30,2
25,2
21,3
17,5
Total
178,3
140,2
110,6
89,0
58,3

Consumo de água
Embora seja uma substância abundante em nosso planeta, especialistas alertam para um possível colapso das reservas de água doce, que vêm se tornando uma raridade em vários países. A quantidade de água no mundo permanece constante, ao passo que a procura aumenta a cada dia e, somada a essa, procura tem-se atitudes e comportamentos que vão do desperdício à poluição, resultando numa relação desigual entre natureza e seres humanos - enquanto as reservas de água estão diminuindo, a demanda cresce de forma dramática e em um ritmo insustentável. 
 A água potável é um recurso finito, que se espalha em partes desiguais pela superfície terrestre. Se, por um lado, seu ciclo natural se responsabiliza pela sua manutenção tornando-a um recurso renovável, por outro, suas reservas são limitadas.
A quantidade de água doce produzida pelo seu ciclo natural é hoje basicamente a mesma que em 1950 e que deverá permanecer inalterada até 2050. Essencial para a vida, a água doce tornou-se um problema em todos os continentes, levando a ONU (Organização das Nações Unidas) a criar em 2004 o Dia Mundial da Água - 22 de março. Preocupar-se com a escassez de água em um planeta que tem 75% de sua superfície coberta por água parece absurdo. No entanto, a maior parte desse volume encontra-se nos mares e oceanos - água salgada, imprópria para o consumo humano e para a produção de alimentos. Apesar de 75% da superfície do planeta ser recoberta por massas líquidas, a água doce não representa mais do que 3% desse total. Apenas um terço da água doce - presente nos rios, lagos, lençóis freáticos superficiais e atmosfera - é acessível. O restante está concentrado em geleiras, calotas polares e lençóis freáticos profundos, conforme mostra a tabela abaixo:
Local
Volume (km3)
Percentual do total (%)
Oceanos
1.370.000
97,61
Calotas polares e geleiras
29.000
2,08
Água subterrânea
4.000
0,29
Água doce de lagos
125
0,009
Água salgada de lagos
104
0,008
Água misturada no solo
67
0,005
Rios
1,2
0,00009
Vapor d’água na atmosfera
14
0,0009
Fonte: R.G. Wetzel, 1983.
Por: Amanda Gonçalves Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário